SED apresenta plano de ação para infraestrutura de escolas da rede estadual

HomeComunicaçãoNotícias

SED apresenta plano de ação para infraestrutura de escolas da rede estadual

Nesta quarta-feira (14), o secretário estadual de Educação, Luiz Fernando Vampiro, esteve na Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) acompanhado da equipe do Escritório de Projetos (Eproj SC) para apresentar à Comissão de Educação, Cultura e Desporto um plano de ação e os resultados da atual gestão do governo em relação aos projetos de recuperação e manutenção da infraestrutura das escolas da rede pública estadual.

De acordo com o secretário, as prioridades da Secretaria de Estado da Educação (SED) são as escolas interditadas – além de MPs e Emendas Parlamentares-, e as ações serão possíveis graças a uma reestruturação dentro da secretaria. “O governador nos autorizou a fazer essa mudança, e com isso trouxemos de volta para a SED a responsabilidade pela infraestrutura das escolas. Vamos ter 60 engenheiros espalhados pelo estado para dar mais rapidez a essas demandas”, comentou Vampiro. Presidente da Comissão, a deputada Luciane Carminatti parabenizou o secretário pela reestruturação. “Essa é uma pauta importante. O Estado tem recursos, e as escolas precisam de reformas”, comentou.

Deputada Luciane Carminatti, presidente da Comissão de Educação, Cultura e Desporto, e Valéria Vieira Lazzaris, gestora do Eproj SC

Gestora do Eproj, a contadora Valéria Vieira Lazzaris atua junto ao Núcleo de Projetos Setoriais (Nuproj) da SED, e a equipe vem qualificando os projetos para publicação no Projeta SC, ferramenta de gestão do governo estadual que proporciona o monitoramento e acompanhamento dos projetos, dando visibilidade também ao cidadão. “Atualmente, 248 projetos estão qualificados e disponíveis na ferramenta, e a meta da SED é alcançar o número de 730 projetos na área de educação para infraestrutura e ensino, e para isso, a equipe do Nuproj vem trabalhando incessantemente”, explicou.

Segundo Valéria, somando os projetos que a SED deve licitar nos próximos 60 dias, será alcançado um volume de 250 projetos de obras, fora os projetos padrões, de quadras poliesportivas, que podem ser “atacados” de forma direta.

Além dessas ações, a SED está focada também em demandas de curto prazo ou emergenciais que podem ser contempladas a partir da chamada Ata de Manutenção, que permite a realização de procedimentos como consertos de calçadas, forros, iluminação, troca de piso, entre outros. Valéria destacou que em 30 dias foram assinadas ordens de serviço no valor de R$ 22,5 milhões. “Intensificamos as visitas a escolas consideradas em situação de urgência. Nos casos possíveis de serem resolvidos por meio das Atas de Manutenção, as ordens de serviço já estão em fase de elaboração. Nos próximos 60 dias, teremos um panorama bem diferente”, concluiu Valéria.

(Com informações da Agência Alesc e Assessoria Eproj SC – Fotos: Rodolfo Espínola/Agência Alesc)

COMMENTS